Mariel Fernandes

As vistas do meu ponto

Não me representam

Imagem

Estão presos, alguns deles. Alguns daqueles que pediram à esperança que vencesse o medo. Tinham segredos entre eles, como diria Caetano em seus podres poderes. Alguns choram pela falta que farão, eu imploro que não façam falta, que possamos esquece-los, não prisioneiros políticos auto intitulados, mas ladrões de galinhas e o pior tipo de meliante que existe, o dos sonhos roubados. Das coisas tristes que fizeram. Dos risos que sepultaram. Das ameaçam que os mantiveram altivos, mesmo que mortos-vivos, o que mais quero é esquece-los, seja qual for a prisão que os condene ou não. Estão lá, ainda sem entender muito o que se passa, é a história fazendo daquelas biografias a sua própria traça. Me olhem nos olhos e lhes digo: a condenação é maior do que pensam. Quem merece prisão é bandido. O que cada um de vocês terá é a derrota amarga e diária de ser esquecido. 

Anúncios

18 Responses to “Não me representam”

  1. PriDálete

    Muito bom! A jaula se torna pior quando se está sozinho. A pena de ser esquecido por todos é muito mais que merecida. Esquecido e abandonado, mas seus crimes estarão em nossas memórias para que não deixemos outros tomarem seus postos nesse crime organizado e descarado.

    Abraços,

    Pri Dálete

    Curtir

    Responder
  2. Valéria Miguez (LELLA)

    Passei rápido ontem, ‘curti’ apenas, para voltar com mais tempo hoje…

    De pronto a imagem que usou foi o que me chamou a atenção. É que também usei esses personagens numa montagem que fiz para esse artigo: http://cadeiranteemprimeirasviagens.wordpress.com/2012/08/08/que-titulo-dariam-a-um-filme-do-julgamento-do-mensalao/
    O que para mim denota de também curtia gibis na infância :)

    Entendo o seu ponto de vista! Em querer esquecer esse triste quadro no cenário político recente e por um Partido que veio como esperança de mudar o Sistema.

    Mas o Sistema é muito forte, e não é só no Brasil. Creio que um grande passo aconteceu. Cabe a nós nos blogs não deixar que tenha sido o único.

    Curtir

    Responder
    • marielfernandes

      Fui lá e li. Gostei mais da ilustração que você escolheu e do tema, os filmes de juri, que adoro. Os gibis da Disney são ótimos e entre todos os personagens o meu preferido era o mancha negra, vulgo “o mancha”. Da turma do Maurício, o Maluco é o máximo. Gosto do Asterix e da Mafalda, além das Cobras do Veríssimo. Li Fantasma até enjoar muito. E torcia, como faço agora para que a justiça abra as asas sobre todos nós. Temos muitos passos pela frente. É como se aprende a caminhar. Super quarta pra ti.

      Curtir

      Responder
  3. Tayná Coelho

    Acho que o problema é exatamente o fato de que esquecemos. Esquecemos rápido demais. Tão rápido que Collor é senador. Tão rápido que Garotinho é o mais cotado pra ser governador do Rio de Janeiro. Nossa memória é curta e isso acaba se voltando contra nós.

    Curtir

    Responder
    • marielfernandes

      Nossa, Tayná, sabe que pra mim o esquecimento de todos seria uma cruel pena. Esquecer no sentido de não fazer diferença a existência daquela figura, algo que seria insuportável para alguém como eu. Mas não me toquei que o esquecimento pode ser uma anistia como você bem observa pelos exemplos que traz. Bem visto, como sempre: que a gente os esqueça. Mas que não caiam no esquecimento que zera o mal feito.

      Curtir

      Responder
  4. Aurea Cristina Szczpanski

    Seu texto me representa! O que me deixou atônita foi que os jornais pelo mundo deram a entender que o brasileiro curtia o feriada indiferente às prisões, aos acontecimentos políticos. Somos vistos como uns bocós! E deve haver motivo pra isso!
    Abraço

    Curtir

    Responder

Estou adotando comentários. Deixe o seu aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: