A respeito do tempo

blog.jpg

O absurdo que viraliza, a bolsa que oscila, o saldo do seu Visa. O Bolsonaro, o próximo carro, o espanto, os cursos de Esperanto, o sossego, a continuação de O Segredo, o último Kung Fu Panda, o próximo show do Wando. O escândalo da hora, a hora, o tempo, a parada militar, a primavera árabe, Lula e todos os ídolos de araque, o casual sorridente e o sisudo de fraque.

Aquele sujeito esquisito, a lembrança dos gols do Zico, o preço do palmito, a poesia ruim, as polêmicas com o Chico, zeus e os deuses infinitos. O bem maldito e o mal bem dito, os reis, os Maias, o comprimento das saias, as notas oficiais, os combos, os hashtags e os heróis da Marvel. Esquecidos ilustres, os lustres do Titanic, os sotaques, as meninas, os homens de Marte e as mulheres do interior de Minas, os tiques, o carnê do IPTU, o samba de uma nota só.

O presente, o futuro, os bifes bem passados, os amantes, os abandonados, os farsantes, a taxa Selic, a minha Montblanc, os carinhos da manhã e as conclusões bestas, tipo a maioria das Bics perderam as tampinhas azuis. Logins, senhas, redes, conta da luz. Ultrajes, fronteiras, carro do ano, amores partidos, os mocinhos, os bandidos, as ações da oi e o selo de qualidade da Friboi. Arte, bondade, emprego, verdade, ego, usinas, aviões e sossego. As latas, o luto, a esquerda os reaças. Tudo vai, tudo cai, tudo passa.

 

65 comentários em “A respeito do tempo

  1. Sempre ele, Chronos, se alimentando e transformando tudo. Passado no presente, presente no futuro. Amor que acaba renascendo num novo e por ai vai a vida se refazendo. Que bom!

    Curtir

  2. A duração absoluta não é condição de valor e de significação para uma vida subjetiva. Há sim um passado que se cria e se recria em novas articulações. Na mistura dos tempos, as marcas mnêmicas condensam-se, deslocam-se e criam novos sentidos! E seguimos… <3 Linda Semana pra Ti ‘CuT CuT’ Bjs Bjs

    Curtir

    1. Minha nossa senhora da silva! Uma faschion pensadora, uma modelo do pensamento, uma passarela de ideias, guria, que coisa isso que és tu, senhor, senhor, senhor!

      Curtido por 1 pessoa

  3. Meu Deus, apareceu Cazuza mais me lembrou mesmo foi o Titãs, afinal o tempo passa, mas o pulso ainda pulsa. Bom inicio de semana Mariel. :)

    Curtir

  4. Meu Deus, fez de novo rsrsrs… Quanta inspiração util e inútil… juntou tudo ao mesmo tempo… Sempre me surpreende né Mariel? Faz poesia com tanta maestria. Uau! Construção e Reconstrução do tempo em tempo… Ainda bem que tudo passa!!! Ufa! Bjs.

    Curtir

    1. Bia, está chovendo uma barbaridade lá fora. Aí você vem, faz esse comentário e o tempo fica bom para a agricultura. Viu o que faz a tua gentileza? Adorei

      Curtido por 1 pessoa

  5. E mesmo sabendo que tudo é efêmero, damos uma importância excessiva a tudo isso e deixamos de olhar para as coisas que realmente importam…
    Adoro seus escritos!
    Beijo!

    Curtir

    1. Silvia, sei quanto você é apaixonada pelo Pessoa, pela precisão do dito e do silenciado. Então é uma alegria essa tua alma gentil gostar do que descrevevo, porque é apenas isso que faço. Beijo pra ti e baita semana!

      Curtido por 1 pessoa

  6. Nossa…tocou em ferida, em saudade, no que não se pode esquecer, no que se esquece sem querer. Sim, tudo vai, tudo cai, tudo passa, mas fique você, para trazer luz a noites como essa.

    Curtir

  7. No meu caso, posso citar as gripes, as brigas, as reconciliações, as férias, as despedidas, a espera do feriado, do salário, do fim do mês, do São João… Queria que o tempo não estivesse voando desse jeito, e queria também saber aproveitá-lo melhor, mesmo nos dias comuns, mesmo nos dias não tão bons…
    Adorei o texto!
    Xero

    Curtir

    1. Menina do céu, não tinha visto o teu comentário e concordo: quase tudo (que pavor) é transitório, olha só a tua lista, que verdadeira. A sola do sapato, o aplauso, a vaia, o papel de presente, o presente, senhor, que coisa, somos passageiros do tempo. Beijo pra ti!

      Curtido por 1 pessoa

    1. Labouré, que querida você. Eu só copio o que vejo, ou seja: descrevo. Depois, o preço do sossego é a eterna vigilância, ou algo parecido que disseram. Bom te ver por aqui, bem bom.

      Curtido por 1 pessoa

  8. AH, o tempo, o cansaço, as pessoas, os erros e falsos acertos. Os livros por ler no canto da cama. O desconforto de ser. O desconforto do corpo diante dos excessos alheios. A vontade de fechar os olhos e só reabrí-los depois da revolução (que não virá).
    Ler-te me fez pensar na vida que anda chata demais e nas pessoas que andam a chatear a vida. rs
    bacio

    Curtir

    1. Mas Lunna, quem quer mesmo uma revolução? Eu estou correndo pela evolução das coisas e nisso, o tempo não se mete. Depois, olha só você aqui, que luxo! Beijos

      Curtido por 1 pessoa

      1. Amore, sou sempre a favor da revolução das idéias, para ver se as coisas todas saem da mesmice. Mas………….. as pessoas gostam da mesmice. rs

        E eu estou sempre por aqui, por adoro ler-te. Não te contei?

        Curtido por 2 pessoas

        1. Lunna, uma das coisas que mais gosto é de escrever, descrevendo o que vejo, as pessoas que conheço, as coisas que vivi, as amizades que assinamos com tantas tintas. Gente como você faz da escrita uma ótima forma de caminharmos juntos. É um sentimento e tanto, não?

          Curtido por 1 pessoa

  9. Nem tudo. Acredito em permanências, nas coisas que superam tempo e entraves. nas coisas que perduram apesar de. Como sempre, adorei a leitura. Taí algo que em mim permanece, o prazer em te ler. Beijo.

    Curtido por 1 pessoa

  10. Nem tudo! Há coisas que ficam permanentemente… Há as que além disso doem na alma… Há as injustiças… Que acabam nos levando ao menos a adaptar com a nova realidade…

    No mais, querendo mais revoluções! Até para defenestrar alguns por aí ;)

    Curtir

  11. Li “aviões”. Li “tudo cai”. Desejei “por favor, não” hahaha! Muito boa escrita, muito boa leitura.

    Curtir

    1. Sabe que não tinha pensado nisso? Acho que você razão. A frase, ali, ficou meio estranha. Melhor não associar avião e cair. Adorei o comentário. Que bom que você gostou da leitura.

      Curtido por 1 pessoa

Os comentários estão fechados.