Pouso

Tudo que existe me intriga. Como voa? Dorme quando? Onde nascem as ideias? Tudo que existe me convida a conhecer, conectar ou imaginar. Os voos e suas paradas, pessoas e seus caminhos. Tudo nos lembra. Tudo nos lança. Tudo nos recebe.

Autor: mariel

" Não quero viver comigo tempos mortos ". Essa tal de Simone, ela não é uma coisa?

8 comentários em “Pouso”

Os comentários estão encerrados.