Prometo

Começa a semana e lá vou eu te contar que se a rua fosse minha, eu mandava ladrilhar com pedrinhas de brilhante para você passar. E assim que isso acontecesse, te diria que se roubei o teu coração, tu roubaste o meu também.

O presente de hoje é a lembrança do quanto a inocência surfa no tempo, qualquer tempo e o tempo todo. Muito, sempre e tanto: é assim.

Autor: mariel

" Não quero viver comigo tempos mortos ". Essa tal de Simone, ela não é uma coisa?

18 comentários em “Prometo”

  1. Sou uma das adoradoras de Ana Carolina!
    Eita voz linda!
    É aconchego para a alma, assim como esse aconchego aqui.

    Curtir

Os comentários estão encerrados.