Nave

Há muitos mistérios, histórias e piratas nas lendas do mar. A bordo de nós, velas içadas, risadas marinheiras, gemidos de sereias, corais e a noite a meia luz. É um resgate tranquilo, um navio que te singra, a velocidade macia das correntes, um riacho, uma gota, a vista do rio, uma gaivota em seus desajeitos. Uma estrelinha que nasce e aparece do nada. O recomeço lento, o silvo, o prumo, a boca, o vento em popa, a mão refazendo o nós. O mar agora é uma desculpa, um passaporte, a natureza, o tsunami, a correnteza, o instante, a àgua, gente que mergulha, sensação que molha e traços que revelam os navios prontos para mais uma viagem.

Autor: mariel

" Não quero viver comigo tempos mortos ". Essa tal de Simone, ela não é uma coisa?