.

Eu e os textos que descrevo temos um encontro no ponto final. Até que apareça, exclamo, interrogo, procuro conforto em palavras com acentos, e me protejo de tempos silentes lembrando assim, entre parenteses, os cantinhos e carinhos da gente. Posso ser franco? Tenho forte tendência a não gostar de reticências e sou um cético quanto à crase. É um recurso que precisa de manual de uso, tem regras próprias demais para o tanto que dá em troca. Tenho pena de algumas letras, entre elas todas o y e o ç. Pouco uso e acusação permante de plágio fonetico, mas ysso é outro açunto, entende o que falo? Tenho saudade é precisava ouvir as palavras mágicas. Elas me fazem dormir melhor em qualquer ponto da vida.

Autor: mariel

" Não quero viver comigo tempos mortos ". Essa tal de Simone, ela não é uma coisa?

2 comentários em “.”

  1. Ouvir palavras mágicas é o que faço aqui todos os dias. Abro a página e vem a palavra certa, mesmo não dita, mas lida!
    Abraço, Mariel e uma Páscoa feliz com os seus!

    Curtido por 1 pessoa

Os comentários estão encerrados.