Dentro

Em um abraço, cabe tanto. Dentro, entre, entretanto, manto. Saudade, laço, mantra, aliança,
espera, confiança, sentido, passo, caminhada. Amada, allminha, um certo embaraço, te abrigo, te envolvo, te amasso. Em um abraço cabe pranto? Cabe canto, canções, valsinhas. Lembranças, todas. Projetos, muitos, abre-te à mágica que te abre espaços, sem ponto nem vírgula, nem cansaço. Tudo é tão bom que te dou agora uma falta de senso, um sucesso, um exceto, um excesso, o meu amor e o meu abraço.

Um dia daqueles azuis hoje, nem te conto e já te contando, está tudo bem. Sonhei, te contei? Escrever ainda dói um tanto, que tombinho besta. Quer um afago? Um strogonoff? Manga? Abraço? Vem, que te dou.

10 comentários

Estou adotando comentários. Deixe o seu aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.