A falta que faz

Fico na dúvida quando dizem “sinto falta no máximo”. O que significa? Ter saudade de você é diferente de sentir sua falta? Quando chega o estado onde nada nada consola, é falta ou saudade? Sinto falta da ausência preenchida e saudade da presença plena de afeto. Quando tudo lembra, pede e chora, é saudade ou falta? A impressão que dá é que saudade é de algo ainda existente, como tua falta. E que falta é que mesmo não te vendo, és parte de mim, como a saudade que causas. Então, se perguntasse de que falta tenho saudade, diria teu nome, a possibilidade de ouvir ou de estar.

E então me ocorreriam conversas que fazem falta. Então lembro do teu jeito próprio de dizer coisas, que saudade. Eu sempre entendi a falta que fazes pela linguagem das saudades que trago. Tentei te ver, era saudade. Não consegui, era falta.

Como é possível gostar de alguém desde pequeno, saber desse ser, estar ali, compreender seus movimentos como quem sente a saudade e enfrenta a falta? Talvez seja isso, saudade é um sentimento e falta, um enfrentamento.

Então te digo que sinto falta e saudade e não dou de comer à esperança, que é uma espera com fé. Não espero, estou. Não creio, porque acreditar é diferente de saber, então te sei. Te sinto, como água para chocolate. E te protejo porque isso está em todos os meus idiomas a teu respeito. Tenho medo do esquecimento, de não produzir nem falta, nem saudade. Tenho confiança no tanto construído, sob a relutância da falta e a exposição à saudade. Sei falar tua língua, como entendes meus sinais. Sim, é você que nasce em mim e que renasce em nós todos os dias. Era uma pergunta fácil não porque te amo, mas porque é você. Como não ter saudade, como não sentir falta?

Não há nada no mundo que possa fazer
Eu deixar de cantar ou deixar de gostar de você
Não há nada no mundo, nem nunca haverá
De mais alto ou mais fundo
O meu canto é meu céu e você é meu mar
Duas coisas que dentro de mim
Não podem ter fim
Dois azuis no mesmo azul
Meu horizonte
Sem nuvem nem monte
Em mim o eterno é musica e amor
Eu deixar de cantar ou deixar de gostar de você
Não há nada no mundo que possa fazer
Não há nada no mundo e nunca haverá
De mais alto ou mais fundo
O meu canto é meu céu e você é meu mar
Duas coisas que dentro de mim
Não podem ter fim
Dois azuis no mesmo azul
Meu horizonte
Sem nuvem nem monte
Em mim o eterno é musica e amor

O presente de hoje é uma canção, sua letra, sua intérprete e a poesia que vem depois. Senti falta dos sinais. A saudade acentua isso. Enjoy!

9 comentários em “A falta que faz

Estou adotando comentários. Deixe o seu aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.