Tons

Nota

Música é um mistério pra mim. Se bem que a tampinha da BIC também é. São fã dos inventores de coisas como a tomada T. Há uma simplicidade naquilo que me deixa de boca aberta e com o coração feliz. Já assino há um tempo um serviço de streaming de música, então não venha, sou moderno. Mas ainda não entendo como funciona uma Fita K-7, segredo dos segredos.

Desafinados

Aos poucos, a vida vai passando e me sinto mais conservador do que nunca. Não a ponto de achar que o Bolsonaro pense algo à respeito de alguma coisa. Ou de tentar uma atitude empática com ele, seus ministros, governo, pensamento, apoiadores, modo de vida, fala, jeito, modos, métodos, nada. Como vejo, perdemos anos de avanços em direção à civilidade, aos direitos fundamentais ou a inteligência social, maquevá. Falava que me torno docilmente um conservador ou moderado. Mas antes disso, do jeito que me pareceu correto, minha energia era à esquerda do capitalismo. Tentei doma-lo, o tornando mais gentil e vetor de progressos para todos, mesmo que em proporções diferentes. Ao lado disso, estive ao lado da igualdade de gênero, da discussão pública sobre ensino, saúde, prioridades coletivas. Desejei e agi pela diminuição da pobreza espiritual, financeira e filosófica. Sonhei em colocar o conhecimento (e as oportunidades) à disposição da vida. Por isso, me assombra que tantos jovens possam mesmo querer mudar o mundo a partir de uma direita extrema, tacanha e violenta. Incapaz de uma compreensão sistêmica do mundo, os extremistas não olham escutam ou falam com o outro, apenas desejam sua eliminação. O espirito solto da juventude sempre esteve do outro lado disso. Pelo menos os jovens deveriam ser à prova de ideias e gente cafajeste, incapaz de chorar pela Beirute explodida, mas capaz de se vestir de um discurso vazio de lucidez, infeccionado pela mentira e obtuso de qualquer ponto de vista. É de doer ver que gente jovem e tecnicamente esclarecida se sinta representada pelo que há de retrógrado, velhaco e indecente no mundo.

Não me passa

Não me passa desapercebida a tua vida, nem tuas vindas. É como se o diálogo não cessasse um instante, me trazendo o que trazes, alegria. Perceber teus movimentos, sempre tão recheados de carinho e atenção, é uma esperança para o que há de amável em mim. Algo lentamente se acalma nos dias, uma sensação apaziguada e boa se acerca e sinto os sinais. Recebo com um seja bem-vinda. Sempre bem-vinda e certa de que isso não é um treinamento.

14 comentários em “Tons

  1. Ah…Fitas K-7…Mais um belo texto,mas as canetas BIC e as fitas K-7…Funcionam bem,juntas!Kkk!Lembro que era tão gostoso “rebobinar” as fitas com a canetas…Às vezes rolava para um lado,voltava a rolar para o outro…E era chata,quando chegava no fim,fazia mais força com a caneta para que a fita ficasse totalmente no lugar,esticadinha.Sempre tive um quê de chata…O problema é que quando tinha pressa,ficar rolando e rolando até chegar ao fim parecia algo interminável.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Verdade, o encaixe da BIC com a fita era perfeito e facilitava muito o rebobinamento. Sua descrição do processo é perfeita. Nós, os humanos, somos parecidos em detalhes como fita K7. Viu como são invenções incríveis?

      Curtido por 1 pessoa

      1. Olha…Acho que nós,com as próprias mãos e caneta BIC rebobinávamos melhor as fitas do que os aparelhos!Kkk!Ainda mais com fitas mais velhas,que os aparelhos de som acabavam “trucidando”as fitas e as deixando inutilizáveis,isso quando não rasgavam.Ou seja,quando as fitas ficavam amassadas,”engruvinhadas”,ou partidas,isso quando não ficava um pedaço preso no aparelho,até inutilizando o próprio aparelho,me dava um misto de ira e tristeza…
        Mas as fitas BIC,pelo menos as minhas,não estragavam por causa desse ato de rebobinar,não.Podia estragar por qualquer outra coisa,mas não por isso.

        Curtido por 2 pessoas

          1. Que sorte você teve,de não perder aparelhos!Ou foi algum erro meu,ou problema das fitas,ou dos aparelhos.Não sei o que foi.Mas lembro de ter problema com pelo menos um,ou mais algum,não lembro agora,que a fita ficava presa naquele negócio do aparelho de rodar a fita e fazer tocar,não sei o nome.Acho que a fita ficava presa numa parte onde o negócio que rodava ficava encaixada,não sei direito e ninguém conseguia soltar.Tinha vezes que prendia e dava para soltar,aí ou a fita não tocava mais,ou só não tocava na parte onde tinha ficado presa no aparelho e soltado,mas o aparelho ainda tocava.Mas outras vezes,ou uma parte da fita ficava presa mas não partia,ficando a fita toda sem soltar do aparelho,aí só cortando,e assim ficava uma parte presa no aparelho,sem soltar,ou então a fita partia sozinha,o que também estragava a fita e a parte que ficava presa no aparelho.Nesses dois casos,em que a fita partia ou não,mas ficava presa no aparelho,não conseguia ouvir mais nenhuma fita,estragava tanto a fita quanto o aparelho.Mas também já aconteceu da fita soltar e estragar o aparelho mesmo assim,não tocava mais fita nenhuma.Olha,já aconteceu de tudo,com meus toca fitas.E eu usava normalmente,não fazia nenhuma estripulia com as fitas,nem com os aparelhos.Por que estragavam,não sei.Mas eram bons,enquanto duravam.Não foram todos que estragaram,alguns.Já tive também toca fitas que,do nada,resolviam não tocar mais.Aqueles negócios que rodam resolviam não rodar mais,quando apertava o play.E olha que as fitas ficavam do lado certo,para tocar.E também cheguei até a usar fitas limpa toca fitas,quando foram inventadas,e não adiantava,quando resolvia não funcionar mais,mesmo sem fita nenhuma presa.Já teve vezes que a própria fita de limpeza ficou presa no toca fita.Ou seja,eu amava toca fitas e fitas k7 mas também já sofri um bocado com eles.

            Curtido por 2 pessoas

          2. Mas ainda tenho saudade das fitas e dos toca fitas.Mas os problemas não aconteceram com esses,não.Já tive toca cd que estragou e também com reprodutor e gravador de vídeos cassetes.Eu usava direitinho,mas quando dava para não funcionar mais,só o lixo resolvia.Eram bons enquanto duravam.

            Curtido por 2 pessoas

          1. Ah,tá,agora entendi.Eu fiquei espantada a primeira vez que vi alguém falando,não lembro agora,que usava caneta BIC para rebobinar manualmente as fitas k7.Eu pensava que só eu que fazia isso!Eu também até tentava rebobinar manualmente as fitas de vídeo,naquelas partes que rodavam,atrás delaslembra?Mas não estou lembrando agora se conseguia.Mas os próprios aparelhos já rebobinavam.

            Curtido por 2 pessoas

Estou adotando comentários. Deixe o seu aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.