Rede

Não há como impedir um riso, outro riso, uma felicidade, uma gargalhada. Acontece em rede, em tempo real, agora, ao vivo. Aprendo arte e nomenclaturas. Nomes. Traços. Troco palavras, há um código visível aos olhos acompanhados de corpos nus. É outra linguagem, um estágio acima, o incompreensível traduzido, o possível transcendente. Ninguém me contou que existe, foi feito à mão por artesão, eu vi o quadro, toquei o significado, compreendi a obra. Estou inteiro, feito, pleno. Esteta de janeiro a janeiro. ***

2 comentários

Estou adotando comentários. Deixe o seu aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.