Escala

Quando vejo, me distrai a vida. Um sapo sapando, um flor cor de rosa, uma couve-flor, um assobio, um passarinho, você. Tudo que não é me deixa curioso, olha essa escala. É tudo azul. Alguns tons, sós na essência do azulado, sussurram azulzinha. Andei olhando o universo e nada é, em definitivo, por lá. O absoluto no cosmos é uma estrela que nasce e o buraco negro que a consome. Concluo que Deus existe, mas às vezes dorme.

Sim, claro que sim. ***

Estou adotando comentários. Deixe o seu aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.