O que é o que é?

Não importa o que é, sendo bom. Ao contrário, o que importa o que se oferece ou se recebe se um ou outro são ruins? Todo encontro precisa fazer bem. Arrancar risos ou roupas. Estancar tristezas e criar raizes fundas das conversas constantes. Acho que é isso que nos salva e salvará da rotina, as rodas de conversa. Elas são feitas de silêncios. De saudades. De pesares e de prazeres. De piadas invisíveis ou palavras código, indecifráveis aos olhos. De sorrisos indecifráveis aos que falham nas conexões do afeto. Não por falta de desejo ou mesmo de amor. Mas por fazer do outro uma projeção do que lhe falte, seja alegria, originalidade ou inconsciência pura e simples. O que importa de fato é o entendimento que não nos torna iguais porque é entendimento, não submissão. O que importa é que se vamos, voltamos por escolha ou impossibilidade, já que sem o outro, algo essencial nos aparta de nós mesmos. É assim que és em mim. É do que sentiria falta, do que és em mim. Não para mim. Não por mim, mas em mim. Quando te vejo, não me vejo e isso é um espetáculo. Quando te ouço, me cala o que te dizes. Quando te toco, é a canção que amo sentir.

Autor: mariel

" Não quero viver comigo tempos mortos ". Essa tal de Simone, ela não é uma coisa?

6 comentários em “O que é o que é?”

Estou adotando comentários. Deixe o seu aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.