Flô

Não se admire se um dia

É possível deitar-se sob o que se veste, agora, de impossível. Qualquer que seja o caso, existem mil seiscentas e quarenta e cinco alternativas para manter, encerrar, criar, convidar, exilar, trazer, compor ou fazer aniversário em lugares nunca antes imaginados. Não falo do impossível raiz, tipo abrir o mar em dois com um cajado. O que te conto é sobre o impossível escolhido, o impossível com acreditação, cheio de testemunhas, o impossível que entregamos para nós em muitos momentos. Não, não vou começar um discurso motivacional. O pior que pode acontecer a qualquer um é o imposs´ível passível de realização. É possível não realizar um curso que daria inicio a algo que vc não sabe exatamente o que é,  mas que seria muito diferente de onde vc está? É. Então não torne impossível o princípio de milhares de coisas, porque você não é resposável pela minha felicidade. O que tem a ver? O que tem a ver é que você infeliz me torna infeliz por tabela. Não coloque o fim de algo na conta da impossibilidade. O impossível deseja nascer entre nós porque ele é uma boa desculpa, era impossível, o impossível é um consolo e tanto. Claro que existem coisas impossíveis. Chega o momento em que dar mais pedalada, fazer mais uma campanha, beber mais uma cerveja, ficar mais um tanto, esperar mais um pouco, tudo isso (e muito mais) tem um limite. É depois dessas coisas que o impossível ganha molde. Até ali, é possível. Não é suficientemente tarde, ainda dá tempo, pode ser começado, deve ser encerrado, precisa de mais prática, requer exercícios contínuos. É possível até parar de respirar por mais de 1 hora. O impossível, nesse caso, é continuar vivo. O problema dos contentes com o possível é que eles prosseguem vivendo uma vida poss´¨ível, quando a extraordinária também é.  

Você pode por favor tornar possível aquele curso, o novo emprego, um abraço de urso, o saxofone, largar o telefone, ir até a praia, livrar-se dos pesos, amar-se tanto que seja impossível não te amar mais ainda? 

O impossível é o quase com phd. Há uma frase que gosto muito: “E não sabendo que era impossível, foi lá e soube”. O que tento dizer é que muitas coisas são, mesmo, impossíveis. Hoje era, mas não foi. Não mudamos de opinião sobre o impossível, só alargamos as possibilidades do possível. Faça o curso. Comece algo. Termine. Examine. Venha. Vá. Se abstenha. Leia. Saboreie. Creia. O impossível só é possível se vc não tentar. E mesmo que ele se confirme, ainda assim é melhor desafia-lo do que morar em si mesmo não tentando fugir, rir, ir, desejar, sonhar, fazer, merecer, ensinar. Desejo o impossível. Lá a concorrência é menor, com a vantagem de ser imposs´ível encontros com a mediocridade.

Publicado por

Mariel

Vale o que está escrito

Estou adotando comentários. Deixe o seu aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.