Mariel Fernandes

Vistas do meu Ponto

Posts tagged ‘Almir Satre’

A viola, John Donne e o violeiro

John Donne viveu invisível na sua época. Esteve aqui entre 1572 e 1631 e era um baita poeta, o que só foi reconhecido muito tempo depois que partiu. Ele inspirou Hemingway no seu “Por quem os sinos dobram”, o que não é pouca coisa. Na introdução do livro, o que Donne afirma em forma de um dos mais primorosos textos já feitos? Mais ou menos que “nenhum homem é uma ilha. Que todo homem é um pedaço do continente e uma parte do todo. Que se um torrão de terra for levado pelas águas até o mar, a Europa inteira fica diminuída. Que a morte de qualquer pessoa me afeta, porque sou parte do gênero humano. Por isso, não pergunte por quem os sinos tocam. Eles tocam por você”.

Almir Satre e Renato Teixeira olham um olhar de natureza para o amor iniciado ou extinto, existente ou ido. John Doone, Almir Satre, Renato, que trio para se iniciar uma semana carinhosa com a gente, em paz com o que se é e com o que se sente, compartilhada em sua totalidade. Dita, escrita, feita por ti. Preciso que você esteja plena, que se apresente a si mesmo e nos entregue, em nome da tua humanidade, o pedaço de eternidade que completa o tempo de quem se ama.

O presente de hoje vem lá de 2008, uma leitura doce, intensa e feliz de uma canção feliz, intensa e doce.

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: