Mariel Fernandes

Vistas do meu Ponto

Posts tagged ‘azul’

Feliz

Se alguém desejasse que eu estivesse feliz, diria que a infelicidade exige esforço e eu sou um preguiçoso. É preciso desesperança, um certo rancor, doses de mágoa e falta de amor. Essas coisas devem ser fáceis de ter (há tantos com tanto), mas difíceis de se desfazer (há tantos desejando mais). Então diria que sim, estou feliz por que não há muros e onde existem, pintamos de azul. A felicidade recebida é tanta, tão grande e aconchegante que o momento dura um instante eterno, se prolongando em afetos azulados. Receba o que há de repleto de sim e de teu: é infinito e sempre.

Mercedes diz que é triste. Não percebo assim, só vejo e sinto azul.

Anúncios

Bebo desse dia

Ganhei Tribalistas de presente, uma canção saltitante, dessas que a gente ouve e se apaixona, ou continua apaixonado, o que será sempre o meu caso. Marisa tem uma coisa na voz que não carece de entendimento. É como se fosse possível decifrar o som da pureza. Antunes é Antunes, um gênio que brinca com o tom das palavras, até que fiquem inocentes e digam a que vieram. E vieram azular um dia tão chuvoso quanto ventante. Um sábado comemorado com a lembrança que o grão do amor germina, vai e volta, acorda e sorri o contentamento do momento do entendimento.

“A Terra é azul”, declarou o primeiro astronauta que a viu de longe, enfeitada de encantamento. O que ele não sabia é que o tempo também é. Hoje foi um sábado azul. O último sábado de um longo ciclo. O primeiro de um novo que começa em breve. Entre eles, o ponto zero, o big bang, a festança de um certo dia, o dia certo onde tudo começou.

O presente de hoje é Enluarada, cantada em noite de alma cheia e que você escuta aqui

%d blogueiros gostam disto: